+CO3SO

FICHA TECNICA

Designação do projeto: Fortalecer a coesão Social e Territorial (Aproximar & Convergir)
Código do Projeto: CENTRO-05-4740-FSE-001167
Objetivo: Promover a integração social e combater a pobreza e qualquer discriminação
Região de Intervenção: Idanha-a-Nova
Entidade Beneficiária: Araa-PT Associação dos Recursos Ambientais Alternativos – Portugal

 

Data de Aprovação: 09-02-2021
Data de Inicio: 01-03-2021
Data de Conclusão: 30-11-2023
Custo total elegível: 162 286, 98
Objetivos: Melhoria da qualidade de vida promovendo a revitalização e a dinamização económica, social, ambiental e cultural da Beira Interior como também a nível internacional.
Desenvolver a solidariedade com os mais desfavorecidos.
Objetivos específicos:
Assentam em quatro grandes pilares: Consultadoria, Investigação, Soluções, Formação
em várias áreas; ex.: agricultura, pecuária, alimentação saudável, empreendedorismo social
para captação de capitais estrangeiros e nacionais que permitam fixar pessoas.

Actividades:
– Conceber e dar respostas ao desenvolvimento da Bio Região
– Criando ligações entre produtores e acompanhar o seu trabalho, enquadrá-los e adaptá-los às novas exigências climáticas, às novas leis, com a aprendizagem de novas técnicas que respeitem o ambiente e fornecimento de todas as informações necessárias.
– Assegurar a formação de novos agricultores e/ou criadores no modo biológico – cursos teóricos/práticos.
– Rentabilização de desperdícios, para uma verdadeira economia circular
– Apoio técnico a empresas e a particulares com o intuito de aumentar os conhecimentos, permitindo o acesso a qualquer tipo informação nas mais diversas áreas,
– Implementar um sistema que dê respostas aos problemas, esclareça as causas e proponha soluções (PCS), quer seja na área da agricultura, da pecuária e da saúde, do social, através de oficinas, seminários e criação de uma plataforma digital.
– No empreendedorismo, captar investimentos estrangeiros para aproveitar os recursos endógenos e rentabilizá-los (ex. Produção de rações biológicas, com matéria prima da zona), captando assim empresas e a criação de postos de trabalho.
– No sector turístico/ alimentar, dar respostas às unidades locais de alojamento e restauração na elaboração de menus mais saudáveis e que deem respostas às novas preocupações dos utentes como por ex.” alimentos sem glúten, vegans”
– Promover ainda, junto das IPSS e Universidade Sénior – como comer comida saudável e combater certas doenças com meios naturais e alimentares, sem custos acrescidos.
– Na área do ambiente propor ideias para a diminuição do risco de incêndios, da poluição, técnicas para captar o carbono no solo

A PLATAFORMA digital:
A ARAA dispõe de um espólio documental composto por 11 000 livros, artigos científicos e afins, sobre várias temáticas: agricultura, pecuária, saúde, ambiente, medicinas alternativas, astrologia, cozinha, etc.
Esta riqueza documental embora esteja à disposição de todo o público na forma de biblioteca tradicional, deve chegar mais longe, a tudo e a todos. A tendência de hoje é cada vez mais recorrer à internet para recolhermos informações, elaborar trabalhos, atualizar os nossos conhecimentos. Urge aqui uma necessidade! A informatização destes conteúdos e a sua acessibilidade, por forma a que qualquer pessoa, esteja onde estiver, possa aceder a esta informação.
Pretende este serviço ir mais longe e ser mais inovador e prestar ao usuário um serviço único e individualizado, que passo a citar com um exemplo: o usuário entra na web criada e digita:” Figo da India”
– O programa irá aceder a todos os livros, artigos, revistas e vídeos que abordem o tema da plantação (e cultura, cuidados, necessidades de água/fertilizante, rendimento económico, transformação, etc.) para os figos da India.
Mas se o usuário pretender um serviço mais detalhado sobre o tema, existirá um campo onde é solicitado esse trabalho, mediante um orçamento. Caso o usuário concorde, será elaborado um dossier com toda a informação, investigação e terá apoio técnico através de formação teórica e prática no terreno, com visitas para controlo e monitorização dos resultados e respetivos relatórios. terá ainda, outros campos:
– Onde serão lançados artigos sobre várias temáticas e cursos disponíveis on-line.
– Divulgação dos eventos e calendarização: oficinas temáticas, palestras, visitas escolares, feiras, festivais, demonstrações de equipamentos e técnicas para agricultores, etc.

Resultados esperados:
Resultados atingidos: